Preguiça, uma conduta autodestrutiva!

A preguiça é, seguramente, a mais perigosa inimiga da disciplina. Ela se manifesta quando nós experimentamos uma espécie de má vontade e desmotivação para passarmos por um momento ou período de sacrifício que nós fará alcançar, no futuro, uma nova condição. Condição essa que é sempre melhor do que a nossa condição atual.

Trata-se, portanto, de uma conduta autodestrutiva que se manifesta como uma valorização de um pequeno prazer ou benefício imediato em detrimento de um prazer ou benefício maior no futuro.

A disciplina, que pode ser vista aqui como “o outro lado da moeda”, seria a força racional que nos encoraja a enfrentar a renúncia de uma atual situação de conforto em favor de uma situação ainda melhor no futuro.

A capacidade de antever – e até de vivenciar mentalmente, com o uso da imaginação – os benefícios futuros, quando em comunhão com a disciplina, nos dá a força necessária para vencermos a conduta autodestrutiva da preguiça.

Tal comunhão e vitória, porém, só serão possíveis se estivermos governados por uma postura construtiva em relação a nós mesmos.

Nuvem de palavras contendo vários termos referentes a disciplina, força de vontade e objetivos.

Destrua as condutas autodestrutivas!

Transformar a vida significa transformar a mente

Transformar a vida significa, essencialmente, transformar a mente.

E transformar a mente significa entender definitivamente que as coisas e os eventos possuem apenas os significados que nós mesmos atribuímos a eles.

Os acontecimentos, sejam eles positivos ou negativos, não possuem significados em si mesmos e nós precisamos entender isso de uma vez por todas se quisermos nos transformar e alcançar um outro nível.

É um conforto lembrar disso no momento em que algo de ruim acontece conosco, mas é ainda mais importante lembrar disso quando estamos “na crista da onda”, surfando, felizes com a vida.

Homem Meditando

A transformação acontece em sua mente e isso não é um clichê, acredite!

Menos é mais e isso não é apenas um clichê

Se for possível escolher eu diria que você quase sempre deve optar por fazer menos em vez de querer fazer mais. “Errar para menos” é também mais inteligente e produtivo do que “errar para mais”.

Se em um conversa séria com alguém você fala menos do que deveria ou gostaria geralmente há a possibilidade de que você complemente o seu raciocínio ou discurso em um momento posterior.

Por outro lado se você se excede e fala mais do que deveria ou gostaria será complicado retirar algumas dessas palavras do seu discurso posteriormente.

Menos é mais!

Menos é MAIS!

Se você, por acaso, exercitar-se menos do que deveria em um dia qualquer sempre haverá a possibilidade de que você se exercite um pouco mais no dia seguinte ou em algum outro momento do mesmo dia.

Se, por outro lado, você excede os seus limites, o cansaço, a fadiga ou até mesmo uma doença podem surgir.

Fazer menos é quase sempre mais seguro e mais produtivo. Mais não é melhor. Na verdade, seu desafio será resistir à tentação de fazer mais.

Desejo o melhor para sua vida!

Construa uma auto-imagem capaz, poderosa e que você ame

Uma auto-imagem é como uma imagem sua que você carrega dentro de você. É um conceito muito simples!

Mas apesar dessa simplicidade eu peço agora que você preste atenção ao fato de que o seu cérebro é complexo, inteligente e capaz de imaginar imagens multidimensionais. Ele é, na verdade, capaz de imaginar tudo o que você desejar.

Use essa incrível ferramenta que está dentro da sua cabeça para criar uma auto-imagem que seja o tipo de pessoa que você deseja ser. Crie uma imagem clara dessa pessoa em sua mente!

Reflita sobre as questões e as características mais básicas dessa pessoa e faça com que essa auto-imagem seja tão nítida, grande, presente e interessante que você sinta-se compelido a buscá-la.

E quanto mais você praticar o exercício de clarear e tornar nítida essa auto-imagem em sua mente mais você irá crescer, pois irá buscar converter a pessoa que é atualmente nessa auto-imagem capaz e poderosa.

I love myself!

Seja a pessoa que deseja ser! ;-)

Acredite na abundância, abandone a mentalidade da escassez

É impossível possuir uma vida abundante se você está sempre pensando na escassez de todas as coisas!

Você acredita possuir pouco dinheiro, poucos grandes amigos, pouco tempo para determinadas atividades e a enorme lista segue. Vida difícil, não?

Com tanta escassez é realmente improvável que você venha a viver de maneira abundante.

Para viver uma vida abundante é necessário que primeiro você acredite que a abundância realmente existe e que abandone o tipo de mentalidade que coloca a escassez na frente de todas as coisas.

Acredite na abundância! A vida é abundante e há um número incrivelmente grande de boas coisas apenas esperando que você as pegue.

Abundância

Acredite na abundância de todas as coisas!

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes