Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1

Eu estou convencido de que tornar-se mais produtivo implica necessariamente em realizar menos atividades, possuir um número reduzido de projetos, eliminar e, novamente, eliminar. Eliminar é realmente importante, acredite.

Há muitas coisas erradas com o status quo e você precisará ser mais esperto do que algumas dessas coisas se quiser tornar-se realmente produtivo. Assim como experiência não é sobre tempo tornar-se produtivo não é sobre fazer muitas coisas e estar ocupado o tempo todo.

Bem vindo a minha nova série de artigos, nela você irá aprender a tirar o pé do acelerador e tornar-se mais produtivo eliminando coisas que não são importantes mas que, por algum motivo, você insiste em continuar fazendo. Você também aprenderá alguns hacks que irão torná-lo mais produtivo e esperto. Acho que você poderá aprender muitas coisas interessantes sobre sua própria produtividade.

Entre no mundo da eliminação

“Não é o acréscimo diário, mas o decréscimo diário. Corte fora o que não for essencial.” Bruce Lee

Permita-me dizer algo importante e guarde essas palavras: você não deve tentar fazer mais a cada dia, não deve tentar preencher toda a sua vida e seu tempo com qualquer atividade que lhe seja apresentada, imposta ou simplesmente apareça na sua frente.

Muitos resultados interessantes podem acontecer em sua vida se você começar a eliminar ao invés de acrescentar. Bruce Lee nos ensinou isso durante praticamente toda a sua vida e você deve concordar comigo que ele não era menos do que absolutamente fantástico, um exemplo de ser humano super desenvolvido em vários aspectos.

Existe uma verdade sobre a qual fui alertado alguns anos atrás e que, conforme o tempo passou, tornou-se ainda mais digna de atenção: estar “ocupado” o tempo todo é um truque que usamos contra nós mesmos para evitar aquelas tarefas que são realmente importantes e críticas para o nosso sucesso. E o motivo pelo qual evitamos essas atividades críticas é que elas quase sempre são desconfortáveis e nos desafiam de alguma forma.

Existem opções quase infinitas para inventarmos “ocupações” para nós mesmos. Podemos checar nossos e-mails dezenas de vezes durante o dia, fazer telefonemas diversos, navegar sem rumo pela Internet, brincar com um novo eletrônico recém-adquirido e realizar inúmeras atividades gerais que não irão deixá-lo mais perto do seu objetivo principal.

Não é muito difícil perceber que o mundo está cheio de possibilidades de ocupação que o farão ser improdutivo durante a maior parte do seu tempo. A boa notícia é que há muitos truques e hacks inteligentes para lidar com esse excesso e tornar-se produtivo. Nesta série iremos falar sobre aqueles que considero serem as mais eficientes e eficazes.

Eficácia vs. Eficiência

Precisamos aprender a identificar quando estamos sendo produtivos ou improdutivos o mais rápido possível. O motivo para isso pode ser facilmente exemplificado com a citação abaixo:

“O primeiro princípio é que você não deve enganar a si mesmo, mas você é a pessoa mais fácil de se enganar.” Richard P. Feynman, físico ganhador do Prêmio Nobel

Para nos tornarmos produtivos precisamos ser eficazes com relação a escolha e a execução das nossas tarefas. Preste atenção para a definição de eficaz e tente não esquecer dela: eficácia significa fazer as coisas certas e que realmente são importantes para a realização dos seus objetivos e o alcance dos seus sonhos. Esse é um conceito muito importante.

Para eficiência o conceito seria: realizar determinada atividade com perícia técnica e máxima economia. Sem dúvida uma qualidade desejável para qualquer ser humano.

Se você fizer uma reflexão agora e pensar sobre cada uma das tarefas que realiza diariamente você certamente chegará a conclusão de que a maioria delas não te deixa mais próximo do seu objetivo. A maioria delas não são eficazes.

Talvez você seja incrivelmente eficiente, mas você deve ir além e tonar-se eficaz. Precisamos aprender a identificar e fazer as coisas certas, eliminando as erradas. No final das contas a lição mais importante que você pode aprender agora é que o que você faz é muito mais importante do que como você faz.

O que quero dizer com isso é que eficiência é algo incrível, mas não é realmente útil se você não aplicá-la às coisas certas e que trarão resultados reais.

Para encontrar as coisas certas e importantes será necessário identificar e eliminar aquelas que não importam e não são eficazes. Na segunda parte da série falarei sobre algumas maneiras de identificar o que é realmente eficaz e o que deve ser eliminado.

Fiquem firmes! :)

Artigos relacionados:

Comments

  1. Celso Martins Jr. says:

    André, você sempre escreve artigos excelentes, isso não muda nunca.

    Estou curioso para ler as próximas partes da série e aprender os truques que você irá ensinar. Acho que o seu blog é um dos melhores sobre produtividade e desenvolvimento pessoal entre os blogs nacionais. Você está de parabéns, aguardo ansioso os próximos posts.

    Um abraço.

    • Celso, obrigado pelas palavras e pela participação. A próxima parte da nossa série de posts será publicada muito em breve.

      Estou honrado com os elogios, de verdade! :)

      Um abraço e tudo de bom!

      • Oi André,
        De volta aos estudos e Feliz 2014 pra você. Primeira coisa, já até tinha visto algo parecido com isto com aquele exemplo clássico de fazer a coisa certa de maneira simples, exemplificado pelo projeto de uma gangorra de pneu em uma árvore, provavelmente você já o viu. Mas eu não havia associado isto com o conceito de eficiência e eficácia, bem como não havia feito uma auto reflexão. Conclusão: Consigo sempre concluir as coisas dando uma solução para tal, mas nem sempre é a melhor solução. Ou seja, sou muito eficiente mas pouco eficaz. Muito obrigado mais uma vez.

        • Olá, Yuri. Obrigado pelo seu comentário!

          Acho que você fez uma pequena confusão: se você está conseguindo concluir as coisas mas nem sempre faz isso da melhor maneira possível isso significa que você está sendo eficaz, mas não eficiente, e não o contrário, como você colocou em seu comentário.

          A eficácia está ligada ao “fazer o que precisa ser feito”, enquanto a eficiência está ligada ao “fazer com desenvoltura, destreza e boa técnica”.

          Mas penso que você está muito bem. Sempre opte por fazer o que precisa ser feito, mesmo que isso signifique ser imperfeito ou ineficiente em alguns momentos. Fazer o que precisa ser feito é tudo o que importa no final das contas. É isso que te faz ir adiante!

          Um grande abraço!

  2. Parabéns pelo artigo, muito pertinente tudo o que você escreveu, fico no aguardo da continuação da serie.

    • Olá, Rudolfh!

      Fico feliz que tenha gostado, espero sinceramente que essa série de artigos possa lhe ajudar a ser mais produtivo de alguma forma. Caso deseje receber a próxima parte da série por e-mail você pode cadastrar o seu e-mail no formulário presente na sidebar do blog. Logo logo publicarei a segunda parte!

      Um grande abraço e tudo de bom!

  3. Billy Blay says:

    Ótimo artigo André,

    “No final das contas a lição mais importante que você pode aprender agora é que o que você faz é muito mais importante do que como você faz.”

    Acho que ai está o ponto chave da produtividade, acredito que o mais difícil seja essa mudança de comportamento.

  4. Yoshihito says:

    La gueda es excelente, muy clara y fe1cil de seiugr.En cuanto a la pregunta de Pas, efectivamente, los precios son distintos para los usuarios de Estados Unidos y Canade1 (normalmente me1s baratos) que para los del resto del mundo. Ignoro a que9 se debe (pero ojale1 fuera distinto, pues no favorece la venta en los paedses de habla hispana, que es donde este1n la mayoreda de nuestros lectores potenciales).

  5. Shafa says:

    Creo que te puedo ayudar. Por lo que yo se9, Amazon pone un prieco distinto para los clientes de dentro y fuera de Estados Unidos. Lo se9 porque yo tengo registrado el Kindle en una direccif3n de Atlanta, y cuando entro en la pe1gina con mi cuenta de usuario los priecos que me salen son siempre me1s baratos que cuando simplemente ojeo la pe1gina sin entrar en la cuenta.Si quieres, dime alguno de los tedtulos, y te compruebo si a med me salen a 1,5 euros cuando entro con mi cuenta.

  6. Natalia says:

    The type of physician I would like to work for is a Pediatrician. Pediatrician’s sapliecty is to work with children. I have been working with children for a long time mainly because I work at a daycare facility. I’ve got to a point where I feel like I can handle anything that will come my way with them. It would also leave me feeling good at the end of the day to know that I have helped in some way to make a child feel better.The type of physician I would not care to work for is a Epidemiologist. Epidemiologist’s specialize in epidemics caused by infections agents and also work with sexually transmitted diseases. I feel if I were to work in this type of sapliecty I would be putting my self at risk of exposure to these infectious agents. Also I would be focusing a lot of my time on trying to not get infected instead of having a steady mind on what I was actually supposed to be doing.

  7. Lereng says:

    Creo que te puedo ayudar. Por lo que yo se9, Amazon pone un peciro distinto para los clientes de dentro y fuera de Estados Unidos. Lo se9 porque yo tengo registrado el Kindle en una direccif3n de Atlanta, y cuando entro en la pe1gina con mi cuenta de usuario los peciros que me salen son siempre me1s baratos que cuando simplemente ojeo la pe1gina sin entrar en la cuenta.Si quieres, dime alguno de los tedtulos, y te compruebo si a med me salen a 1,5 euros cuando entro con mi cuenta.

  8. Robson says:

    Creo que habreda que actualizar el post, ya que Amazon ha cadbiamo el sistema, DTP es ahora KDP, la interfaz es distinta, y ademe1s ahora para poder publicar te piden que tengas obligatoriamente un nfamero de la seguridad social de Estados Unidos, o eso me ha parecido ver.

Trackbacks

  1. Renato Luna says:

    Como ser produtivo eliminando, um guia para tornar-se eficiente e eficaz »@valongueiro http://t.co/bPdKxIz

  2. Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  3. RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  4. (y) RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  5. RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  6. RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  7. RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  8. Como ser produtivo eliminando, um guia para tornar-se eficiente e eficaz » Excelente artigo!!!: http://bit.ly/9L4SIA

  9. Quem deseja uma leitura rápida sobre DDD. Ótimo POST escrito por @felipero. Quando o gavião mata a barata? – http://bit.ly/amcP0y

  10. lambdatres says:

    RT @thiagoholder: Quem deseja uma leitura rápida sobre DDD. Ótimo POST escrito por @felipero. Quando o gavião mata a barata? – http://bit.ly/amcP0y

  11. RT @thiagoholder: Quem deseja uma leitura rápida sobre DDD. Ótimo POST escrito por @felipero. Quando o gavião mata a barata? – http://bit.ly/amcP0y

  12. RT @thiagoholder: Quem deseja uma leitura rápida sobre DDD. Ótimo POST escrito por @felipero. Quando o gavião mata a barata? – http://bit.ly/amcP0y

  13. RT @thiagoholder: Quem deseja uma leitura rápida sobre DDD. Ótimo POST escrito por @felipero. Quando o gavião mata a barata? – http://bit.ly/amcP0y

  14. rudolfh says:

    RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  15. Ana Reis says:

    RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U

  16. RT @danribas75: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  17. RT @valongueiro: RT @danribas75: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  18. RT @valongueiro: RT @danribas75: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U // RT, pf!

  19. BillyBlay says:

    RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/aoyG3U

  20. RT @valongueiro: Faça mais fazendo menos, um guia para aumentar a produtividade – Parte 1 http://bit.ly/cw59JP

  21. Eficácia x Eficiência: O QUE você faz é muito mais importante do que COMO você faz. http://bit.ly/9L4SIA

  22. julioviegas says:

    RT @aleckssandrot Eficácia x Eficiência: O QUE você faz é muito mais importante do que COMO você faz. http://bit.ly/9L4SIA

  23. RT @julioviegas: RT @aleckssandrot Eficácia x Eficiência: O QUE você faz é muito mais importante do que COMO você faz. http://bit.ly/9L4SIA

  24. RT @julioviegas: RT @aleckssandrot Eficácia x Eficiência: O QUE você faz é muito mais importante do que COMO você faz. http://bit.ly/9L4SIA

  25. RT @julioviegas: RT @aleckssandrot Eficácia x Eficiência: O QUE você faz é muito mais importante do que COMO você faz. http://bit.ly/9L4SIA

  26. @ivosantiago ops malz, agora sim link da parte 1 http://migre.me/1CPGV

Speak Your Mind

*

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes